Vem, anda comigo pelo planeta! Vamos sumir!!! Vitor Ramil

sábado, 29 de dezembro de 2012

O causo do umbigo...

Sabe aquela mania que se tinha antigamente de guardar o umbigo das crianças?
(espero que saibam, que isso não era só aqui em casa, se não o causo vai parecer ainda mais maluco do que é)
Minha mãe, como boa pomerana, crente de algumas crenças (essa ficou bonita), guardava o meu umbigo. O da Valéria não sei que fim deu, ou se estava junto, o fato é que, cresci sabendo que meu umbigo estava num vidrinho que ficava dentro de uma caixa na estante do quartinho, e mais recentemente, em algum lugar do porão...
Há um tempinho atrás, não sei se coisa de um ano, mais ou menos, minha mãe resolveu jogar o tal umbigo no arroio... E levou junto lá pro Grupelli e por lá se desfez daquela parte de mim.

Bom, menis um vidrinho dentro de uma caixa ocupando algum lugar nessa casa que tem muitas coisas.

Mas a melhor aconteceu esses dias, quando minha mãe, preocupada que eu não vinha tanto pro Morro largou a pérola:
"foi só jogar o umbigo no arroio que essa guria se soltou pro mundo"!

:P

Um comentário:

Rutilde Feldens disse...

O da VAL,foi enterrado na figueira da tia Rute.