Vem, anda comigo pelo planeta! Vamos sumir!!! Vitor Ramil

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

É!

Queria escrever sobre algumas coisas, mas não estou conseguindo organizar direito o que pensar.
Hoje a SMED e a UFPel realizaram mais uma etapa do Encontro das Escolas do Campo. Ano passado quando começou eu tive aquela primeira atitude de criticar: pô, mais um encontro, uma reunião que não vai dar em nada... Mas agora, na EMEF Garibaldi, a turma que reclama é minoria, o que não acontecia nas outras escolas que eu trabalhei. A turma empolgada, que acredita nas coisas é superior, e leva o resto. Fui nos encontros, e até tocar violão eu toquei... E a nossa escola era umas das mais bem representadas...
No encontro de hoje, os organizadores tentaram suprir algumas de nossas necessidades, que representamos em falas, relatos, discussões no ano passado. Entre as necessidades a vontade de conhecer a história e geografia da nossa região.
Eu não trabalho com nada que não seja música. Hoje eu poderia ir pra lá, não prestar atenção, chegar tarde, sair cedo e ainda achar ruim, chato, sem propósito...
Ir trabalhar na Garibaldi foi um sonho, um objetivo que por uma série de fatores e pessoas consegui alcançar. Agora que estou lá tenho que agradecer, me dar por contente. Uma maneira de mostrar isso é pelo meu trabalho, pela minha participação. Ora, não posso querer ir para um lugar e depois não querer estar lá.
Pensando assim, hoje de manhã acordei cedo, mesmo sabendo que essas coisas sempre atrasam, peguei meu violão e fui. Sabia que iriam querer que cantássemos. E porque não cantar se estou feliz com meus colegas? Cantei. Cantamos. Não sei o que os outros, outras escolas pensam, também não sei se me interessa. Os mesmos que não devem gostar são os que chegam atrasados, saem mais cedo, não percebem do quê se trata, não compreendem, não absorvem quase nada...
Fiquei muito feliz de saber do que os professores de maneira muito boa falaram. Não é minha área. Mas não quer dizer que essa história não seja minha. Ter a presença de dois grandes professores da UFPel, prof Alcyr Bach e prof Mário Osório, e ter um dia sem trabalho só para ouvi-los é de se agradecer...
Foi muito legal!

E o mais tri foi o Alcyr achacando com o superintendente de educação... Ninguém merece aquele falatório!!!

Acho que geografia e história estão no meu sangue!

2 comentários:

Tiarles M. Rodeghiero disse...

Concordo com o que tu disse de quem não faz nada e ainda reclama. Às vezes a gente já sai com preguiça para esse tipo de evento porque sabe que vai encontrar um lugar cheio dessas pessoas e de formalismos chatos e inúteis como os que o superintendente deve ter cumprido por puro hábito. E acho que nós das ciências humanas sentimos ainda mais essa chatisse institucional que impregna
esses eventos. Muito blá blá blá e não se chega nunca ao ponto...

Quanto à História, todos meus amigos e conhecidos que eu percebo que se interessam e tem um pensamento reflexivo e crítico sobre a nossa realidade, seja ela social, política ou cultural, gostam de história. Acho isso fundamental e fico feliz a cada vez que vejo um deles assim, erguendo a bandeira da causa.

Aquela frase que diz que "um povo sem história é um povo fadado a repetir os mesmos erros" é manjada, mas tem um bom bocado de verdade!

E que novidade que tu foi a algum lugar e tocou violou lá, Vitória; isso quase nunca acontece! :P
Hahahaiahohua

Se a música estivesse mais presente no nosso cotidiano existiria muito menos funk carioca e esses lixos que as pessoas chamam de música. Ninguém ia gostar daquilo se conhecesse boa música brasileira...

Sem falar que música é tudo de bom. A invenção do MP4 faz minha vida muito melhor e como muita gente já concluiu, "agora nossas vidas tem trilha sonora!". E como ela faz diferença!

Aquele ajuntamento de quartas-feiras para tocar no intervalo da manhã no IAD também era tudo de bom. Pena que acabou...

Então viva a música e a história!
Até!

Rutinha disse...

Bom reunião????????????????????????
Mas GEOGRAFIA é mt legal,como viver sem saber onde estamos e.....
Geografia e História não se separam,uma não vive sem a outra.
Conhecer e compreender nosso mundo,nossa vida,nosso ambiente,NOSSA NATUREZA,é fundamental....E saber dos meus professores é maravilha.Parabéns Maciel,Garibaldi...fazendo história e a geografia humana...desse lugar....Deus ilumine vcs.